Decreto nº 66421/22 de 03/01/22

A questão é controversa.

Enquanto o Estado tem direito de preservar a saúde de toda sua população, visando o interesse público, o cidadão também tem o direito de recusar tomar qualquer medicamento em face a liberdade do uso de seu próprio corpo.

Entretanto, encaminhamos tal questionamento ao nosso Departamento Jurídico para uma análise mais profunda, consignando que, em tese, sempre o interesse público prevalecerá sobre o interesse individual.

Renato Del Moura

Presidente AEPESP

815 comments

Double Glazing Companies Near Me Tools To Improve Your Daily Lifethe One Double Glazing Companies Near Me Trick Every Person Should Be
Able To double glazing companies near me (Lucy)